It was always the becoming he dreamed of, never the being.
F. Scott Fitzgerald, This Side of Paradise
O que está bem dito, muitas vezes não está dito bem.
Exigir respeito por crenças é exigir que os outros finjam que as suas próprias crenças não existem, para que eu possa ter a ilusão que todos são como eu. Ora, crenças não são o tipo de coisas suscetível de serem respeitadas. As pessoas são. Mas isso não envolve fingir que não discordamos delas ou que não achamos ridículas as suas crenças. Envolve somente não interferir na sua liberdade de acreditar seja no que for.
Vítor Guerreiro
Portugal tem pouco tempo para não se tornar num sítio desprezível. No 25 de Abril, cortámos o nó górdio da Ditadura. Hoje, apesar de abundarem as vozes que defendem a escravatura como o único caminho, ainda há mulheres e homens em Portugal que sabem ser a liberdade mais valiosa do que uma vida desonrada. Ou fazemos um federalismo europeu para cidadãos europeus iguais. Ou, então, teremos que reclamar a soberania que nos foi usurpada.»
Viriato Soromenho Marques, «Refundar Abril — Cortar o novo nó górdio», JL, abril 2014

Motivador universal da alegria - ninguém resiste.

A maior tragédia com que o destino pode castigar um homem é o desejo de ser outro, diferente daquilo que somos. Não pode arder desejo mais doloroso no coração humano. Porque não é possível suportar a vida de outra maneira, apenas sabendo que nos conformamos com aquilo que significamos para nós próprios e o mundo. Temos de nos conformar com aquilo que somos e de ter consciência, quando nos conformamos, de que em troca dessa sabedoria não recebemos elogios da vida, não nos põem nenhuma condecoração por sabermos e aceitarmos que somos vaidosos ou egoístas, carecas ou barrigudos. Não, temos de saber que por nada disso recebemos recompensas nem louvores. Temos de suportar, o segredo é esse. Temos de suportar o nosso carácter, o nosso temperamento, já que os seus defeitos, egoísmos e avidez, não os mudam nem a experiência, nem a compreensão. Temos de suportar que os nossos desejos não tenham plena repercussão no mundo. Temos de suportar que as pessoas que amamos não nos amem, ou que não nos amem como gostaríamos. Temos de suportar a traição e a infidelidade, e, o que é mais difícil entre todas as tarefas humanas, temos de suportar a superioridade moral ou intelectual de outra pessoa.
Sándor Márai, in “As velas ardem até ao fim”
No ninho.

No ninho.

Gosto de arranjinhos de Páscoa.

Gosto de arranjinhos de Páscoa.

  Gosto de arranjinhos de Páscoa.

  Gosto de arranjinhos de Páscoa.